Medicina na Argentina: Mitos e Verdades que você Precisa Conhecer! | Universo Buenos Aires
7 setembro 2017
Categoria: Medicina
7 setembro 2017,
 3

Você com certeza conhece alguém que fez medicina na Argentina, ou alguém que conhece alguém, ou o primo de alguém, certo?

E então ouviu histórias cabulosas sobre como é difícil, sobre como a faculdade é ruim, sobre ser difícil voltar, sobre não haver validação do diploma e muitas outras histórias absurdas…

Venho, através deste artigo, te contar toda a verdade sobre medicina na Argentina. Para saber de tudo, de tudinho, vem comigo! Confira:

Antes de vir para Buenos Aires, morei sozinha em São Paulo e fiz um cursinho específico para o vestibular concorridíssimo de medicina, passei em alguns cursos, passei em universidades públicas e particulares, o que acontece é: No Brasil existe um mercado negro de compras de vagas e de aprovações em vestibulares, então nem sempre a sua vaga é realmente sua. Sim, isso acontece.

Pois bem, como meu sonho sempre foi cursar uma universidade (e não faculdade) de renome e com um curso incrível, não poderia me contentar com um curso particular ou com uma universidade pública municipal esquecida no meio do país, logo, comecei a traçar um plano de ver através de rankings quais universidades se encaixavam no que procurava: Qualidade, pública, académica e premiada.

Poucas universidades brasileiras entravam nos meus parâmetros! Para minha surpresa muitas universidades latinas, sim! Universidade do Chile, Universidade de Buenos Aires, Universidade Nacional de Rosário, entre outras. Já havia cogitado estudar em outro país, pois reconheço a dificuldade e a ganância por trás da carreira no Brasil.

Depois de muito conversar fui atrás de pessoas que já haviam frequentado essas universidades e ouvi todo tipo de história! Desde preconceito e discriminação até a não validação do diploma, passando por cursinhos para ingresso e por métodos de avaliação oral. Sim, você deve ter ouvido isso tudo também!

A verdade é que nada disso existe!

“Mas Mary, a prima do meu vizinho do tio do meu amigo disse assim e assim e isso e aquilo e etc etc”… Bom, pesquisando muito, lendo muito e procurando vi que não era bem isso! E estando aqui comprovei.

A UBA (Universidade de Buenos Aires) não faz distinção entre alunos brasileiros, chilenos, bolivianos, peruanos, italianos ou qualquer outro! As aulas são sim em espanhol e as provas também, mas a UBA está dentro da Argentina, isso é um tanto quanto óbvio (pense bem!).

As provas não são orais, mas existem provas orais, porém, apenas no Ciclo Biomédico, ou seja, você tem bastante tempo para estudar a língua e aprender o idioma! Isso não é um problema já que você vive imerso nesse idioma, seja na televisão, na radio, nos jornais, tudo está em espanhol, uma hora ou outra você acaba pegando o jeito e quando vê está falando.

Não existe um cursinho para entrar na faculdade! Sei que você ouviu essa história e venho te dizer que não, não existe e nunca existiu!

O que acontece é: Por não ter uma prova de ingresso ou uma avaliação inicial a UBA separa seus cursos (chamados de carreiras) em ciclos, sendo o primeiro sempre um ciclo nivelador da matéria mínima que você precisa para seguir a carreira, este chama-se Ciclo Básico Comum, ontem você tem seis matérias específicas para a sua carreira e que dão base para o seu curso. Você precisa aprovar nessas seis matérias para dar sequência para o próximo ciclo, e no próximo depois dele!

A carreira de medicina tem quatro ciclos: Ciclo Básico, Ciclo Biomédico, Ciclo Clínico e Internato, todos esses com métodos de avaliação estipulados por cada professor de cada matéria (ou como chamamos esse conjunto, cátedra). Perceba, como temos muitas cátedras temos muitas avaliações distintas! Isso não quer dizer que todas serão orais ou que não há provas orais, uma hora ou outra você terá que ter esse modelo de prova (no Brasil também).

Dito tudo isso, só sobra o mito da revalidação do diploma. Veja, para seu diploma ser válido basta ele ter carga horário e grade que condizem nos distintos países, e a UBA tem com diversos países, incluindo o Brasil. Porém o Brasil pede o exame do revalida, mas isso não é um problema, pois você terá estudado na segunda melhor universidade da América latina (primeira em alguns rankings) na carreira de Medicina!

Outro ponto é: As universidades no Brasil logo serão obrigadas a realizar uma prova para conclusão do curso de medicina e obtenção do CRM, então se for para ser testado, não é melhor ter uma educação melhor? Além do mais a Argentina tem convênio com a Espanha, podendo você fazer a residência lá! Não é incrível? Fora os prêmios que a UBA já recebeu ao longo da história do curso!

E você aí pensando no primo do amigo da vizinha da sua tia que disse que era difícil… Com tanta coisa boa, com prêmios, convênios internacionais, rankings mundiais e latinos garantindo a excelência você ainda vai dar atenção para essas conversas? Amigo(a), vem comigo que Buenos Aires é maravilhosa e a UBA também! Não tenha medo de correr atrás dos seus sonhos!

Se você gostou desse artigo e curtiu essa iniciativa que visa facilitar o processo de busca e decisão para pessoas que, como você e como eu, desejam realizar o sonho de estudar na Argentina, deixe seu comentário, compartilhe esse conteúdo no Facebook com os amigos que também tem curiosidade sobre o processo e conheça o meu blog clicando aqui.  

Até breve!

Besos,

Mary.

3 respostas em “Medicina na Argentina: Mitos e Verdades que você Precisa Conhecer!

  1. Amanda disse:

    Oi, tenho interesse

  2. emilia disse:

    Olá tenho interesse

  3. Joao disse:

    Tenho interesse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − 4 =